Coordenadora da Fenajufe e sindicatos discutem votação do PL 2648 com a Secretaria Geral da Presidência da República


Acompanhando sindicatos filiados que atuam na luta pela aprovação do PL 2648/2015, a coordenadora da Fenajufe Mara Rejane Weber, no plantão esta semana, participou de uma reunião, com o assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República, Renato Simões e com o Subchefe-Adjunto da Subchefia de Assuntos Parlamentares da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Paulo Maurício Teixeira da Costa. O encontro aconteceu nesta quarta-feira, 24, pela manhã e foi organizado pelo presidente do Sindiquinze, José Aristeia Pereira e contou com a presença do presidente do Sisejufe (RJ), Valter Nogueira e do Assessor da Fenajufe, Alexandre Marques.

 

Como parte do esforço de aprovar o reajuste da categoria até o início de março, os dirigentes solicitaram a inclusão do projeto de reajuste do Judiciário na pauta de discussões da reunião com a base aliada na Câmara dos Deputados, realizadas semanalmente pela Secretaria Geral.  A intenção é conseguir agilizar a votação da urgência do 2648, bem como sinalizar à base e ao líder do governo, deputado José Guimarães (PT/CE), que a votação precisa acontecer o mais rápido possível.

 

Receptivos, tanto Simões quanto Paulo Maurício afirmaram que o governo também tem interesse em votar logo a matéria, para por fim aos desgastes junto à categoria.

 

Por fim, ficou acertado que o assunto seria discutido com o Ministro-Chefe da Secretaria Geral, Ricardo Berzoini, ainda esta semana, para que já conste na pauta da reunião dos aliados na próxima semana. Com isso, espera-se que seja pautada, tanto a urgência quanto a votação em Plenário, tão logo surja uma janela para a inclusão.

 

Para a coordenadora Mara Weber, a tarefa mais importante agora é aprovar o reajuste e assim, amenizar as perdas sofridas até aqui. “O esforço é articular o consenso na votação do PL 2648/15 no Plenário e em regime de urgência com todas as forças políticas e esse contato com a Secretaria Geral do governo é fundamental, pois juntamente com Casa Civil, estruturam a pauta de cada semana e indicam os projetos que tem ok do governo para serem votados. A prioridade é alcançar a aprovação do PL o quanto antes a fim de amenizar perdas da categoria”, aponta.
 

Luciano Beregeno

Fotos: Alexandre Marques