Chávez comandará ato contra Bush em Buenos Aires


Na data escolhida para a visita oficial do presidente dos EUA, George W. Bush, ao Uruguai, o presidente venezuelano Hugo Chávez comandará, do outro lado do rio da Prata, em Buenos Aires, um ato anti-Bush armado por piqueteiros simpáticos ao presidente argentino, Néstor Kirchner.
A manifestação está marcada para o próximo dia 9, uma sexta-feira. Em Buenos Aires, Chávez discursará no ginásio Luna Park, templo do boxe na Argentina e palco de shows de artistas internacionais. No último sábado, o venezuelano havia dito que jamais receberia Bush em seu país e que a visita do presidente americano à América Latina estava destinada “ao abismo da derrota”. Bush não visitará a Argentina.
Líderes piqueteiros também preparam marchas anti-Bush em frente à embaixada uruguaia. Outros grupos planejam cruzar o rio para se juntar aos protestos no Uruguai.

Praça cheia

Na Argentina, mais do que render votos propriamente, a defesa de Chávez e o ataque a Bush são uma receita que agrada a grupos piqueteiros e outras organizações com grande potencial mobilizador, entre elas as Mães da Praça de Maio.
Diplomatas norte-americanos minimizam a importância da defesa que o mandatário argentino faz de Chávez. Em Caracas, na semana passada, Kirchner disse que nem ele nem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva agirão para conter o colega venezuelano.
Antes de passar pelo Uruguai, Bush visitará o Brasil. O giro do norte-americano pelo América Latina inclui ainda passagens por Colômbia, Guatemala e México.

Fonte: Vermelho