Categoria em todo o país vai parar pelo reajuste anual


O SINTRAJUSC faz hoje (03) Assembleia Geral da categoria, às 18 horas, no TRE-SC, para debater o calendário de mobilização, conforme deliberação da Reunião Ampliada da Fenajufe de 20 de março – que prevê Dia Nacional de Paralisação e indicativo de Greve.
 
O governo Dilma/PT já afirmou que não negociará com os servidores antes de 2016 e está ignorando a pauta de reivindicações, para a qual prometeu resposta antes do Carnaval. A ministra do Planejamento também não recebe os representantes dos servidores. Se ficarmos parados, isso não vai andar!
Precisamos nos unir para construir a luta em um cenário no qual a categoria enfrenta perdas salariais e não tem garantida a data-base (reajuste anual). 
 
No Judiciário, também há  ameaça de divisão da categoria, com propostas de carreiras específicas para os servidores dos tribunais superiores. O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, vem afirmando que não é o responsável pela proposta. Então precisamos barrar essa tentativa de quebrar a isonomia na nossa categoria. Foi com luta que garantimos até agora a paridade entre ativos e aposentados.
Motivos para lutar não faltam. A luta unificada dos servidores públicos federais vem sendo construída em todo o país. Algumas categorias já entraram em greve, como os servidores técnico-administrativos das instituições federais de ensino. Sem luta não teremos reajuste anual! 
 
Temos que aproveitar o fato de que, em 2014, além da Copa do Mundo, haverá eleições gerais. Portanto é o momento certo para fazermos campanha conjunta com os demais servidores federais e arrancarmos a data-base (política salarial), as perdas históricas (36% segundo a Fenajufe) e a antecipação da última parcela da GAJ!