Assembleia decide pela independência e permanência na greve


Em Assembleia realizada na rampa do TRT, sexta-feira, dia 27, os grevistas por unanimidade decidiram pela continuidade da  Greve. A avaliação foi a de que cada vez mais colegas  precisam entrar na Greve para que as nossas reivindicações sejam logo atendidas.
 
No mesmo dia, às 14 horas, os servidores do TRT decidiram, depois de caloroso debate, não acatar a decisão da Administração do TRT para que fossem mantidos 50% dos serviços. O Comando de Greve afirma que ainda não há mais de 20% de participação de servidores na Greve, o que, logicamente, não afeta o andamento das atividades do TRT. A decisão foi referendada na Assembléia de sexta.
 
A Greve iniciada em SC no dia 19 de novembro tem novas adesões em todo o Estado, inclusive no âmbito da Justiça Eleitoral. Os servidores da JE estão entrando na luta por entender que nos últimos anos, se não fossem as manifestações feitas (greves ou paralisações parciais) a categoria não teria conquistado os Planos de Cargos e Salários I, II e III. Em várias cidades há suspensão das atividades pelo período de duas horas diárias, das 15 às 17 horas, a exemplo do que já vem ocorrendo na Sede do nosso Tribunal. Aderiram à paralisação as Seções em Lages, Dionísio Cerqueira, Balneário Camboriú, Ponte Serrada, Joaçaba, Concórdia, Criciúma, São Joaquim.