200 mil pessoas fazem Caminhada pela Paz na abertura do V FSM


As ruas do centro de Porto Alegre foram tomadas ontem [26] pelo colorido das bandeiras de povos da América e de outros continentes e pela alegria de militantes de vários grupos organizados, que pediram a paz no mundo, o fim do modelo neoliberal, o combate ao imperialismo estadunidense e o respeito à diversidade cultural, de raça, gênero e orientação sexual. O episódio trata-se da marcha de abertura da quinta edição do Fórum Social Mundial, aberto oficialmente ontem, com a participação de cerca de 200 mil pessoas, segundo dados dos organizadores.A marcha, considerada histórica e a maior já realizada em relação a todas as outras edições do FSM, teve a concentração no Largo Glênio Peres, no início da tarde, e seguiu pela avenida Borges de Medeiros até a orla do Guaíba.
O fim do imperialismo dos Estados Unidos contra os países pobres da América Latina e de outros continentes foi a tônica dos protestos de vários grupos que compuseram a marcha de abertura. Em seus discursos, os manifestantes responsabilizaram o governo de George Bush pelo aprofundamento do modelo neoliberal, do capitalismo e pelos conflitos mais graves, como a guerra do Iraque e o massacre contra os povos palestinos.
Ao final, os militantes se reuniram no anfiteatro Pôr-do-Sol, onde aconteceram shows de vários grupos musicais do Brasil, da América e de outros continentes. Os mais esperados da noite foram o brasileiro Gilberto Gil, ministro da Cultura; e o franco-espanhol, Manu Chao. Os dois shows foram os mais festejados pelo público.

Trabalhadores do Judiciário e do MPU marcaram presença na abertura

Os integrantes da delegação da Fenajufe e dos sindicatos de base continuaram as atividades de ontem na marcha de abertura do FSM. Depois do encerramento do X Encontro do Judiciário do Cone Sul, os servidores do Judiciário e do MPU se concentraram no Prasso Municipal, em frente à Prefeitura e de lá saíram juntos com os demais participantes da macha de abertura do FSM.
A Fenajufe levou uma grande faixa, em nome da Coordenadora do Cone Sul, com o dizer “Trabalhadores do Judiciário do Cone Sul Construindo um Novo Mundo”. Representantes da Fenajufe, dos sindicatos de base, em especial os servidores do Rio Grande do Sul, filiados ao Sintrajufe/RS, e representantes da FJA [Federação Judiciária Argentina] formaram o bloco do Judiciário.
As atividades da Fenajufe no FSM continuam hoje, com a oficina Reforma do Judiciário e a Alca, que começa a partir das 14h, no auditório do prédio das Varas Trabalhistas. A Fenajufe abrirá seu stand hoje, que ficará disponível aos delegados até o último do Fórum, 31 de janeiro. O stand está localizado no espaço I do Portal da CUT, no Parque Marinha do Brasil, localizado no bairro Praia de Belas.

Fonte: Assessoria Fenajufe (Leonor Costa, de Porto Alegre)