LOGIN DO SÓCIO




Categoria vai parar na Greve Geral do dia 5/12

Notícias 30/11/2017
O governo de Michel Temer (PMDB) está gastando 99 milhões para convencer a população de que os “privilégios” do setor público são os responsáveis pelo suposto déficit da Previdência. 
 
Nossa resposta será dada na Greve Geral de 5 de dezembro (terça-feira), marcada pelas Centrais Sindicais contra a perda de direitos e a reforma da Previdência, que tem previsão de votação na Câmara dos Deputados no dia 6/12.
 
Em Assembleia Geral do Sintrajusc nesta quarta-feira, 29, na Justiça Federal, os servidores aprovaram a participação na paralisação, que já conta com a adesão de vários Sindicatos do Judiciário Federal e de outras categorias do serviço público e da iniciativa privada. O Sintrajusc já enviou aviso de Greve aos meios de comunicação e às administrações dos tribunais.
 
O governo Temer alardeia que a aposentadoria da maioria dos trabalhadores e dos servidores públicos provoca rombo. Mas a CPI do Senado apontou que as empresas privadas devem R$ 450 bilhões para a Previdência Social. Somente os bancos devem R$ 124 bilhões desse total. Isso sem contar os mais de 1 trilhão de reais que o governo paga todo ano aos banqueiros com as dívidas externa e interna. Aí está o verdadeiro rombo.
 
O Fórum de Lutas em Defesa dos Direitos, do qual o Sintrajusc faz parte, já começou a campanha em Florianópolis, em locais de grande circulação de pessoas, para chamar para a Greve do dia 5. A orientação do Sindicato é de paralisação total das atividades nesta data, visando pressionar para que a reforma da Previdência não seja votada pelos deputados. 
 
Na capital, haverá atividades unificadas com o Fórum de Lutas em Defesa dos Direitos, que serão divulgadas nos próximos dias. No dia da Greve, o Ato Unificado será às 16 horas no Centro da Capital. No interior do estado, os colegas devem se organizar em suas unidades de trabalho ou junto às demais categorias para ampliar e dar visibilidade à mobilização.
 
Adesão da base da Fenajufe
 
Até o momento já definiram pela Greve Geral em 5 de dezembro Sindijufe (MT), Sindissétima (CE), Sintrajud (SP), Sintrajufe (RS) e Sintrajusc (SC). Outras entidades já convocaram ou realizam, neste momento, assembleias gerais para discutir a questão:

-Sindjuf-PB: 1°/12

-Sinjutra-PR: 1°/12

-Sintrajufe-CE: 1°/12

-Sinpojufes-ES: 1°/12

-Sinje-CE: 1°/12

-Sintrajufe-MA: 1°/12

-Sintrajuf-PE: 29/11

-Sindjufe-TO: 29/11

-Sindjus-AL: 30/11

-Sisejufe-RJ: 30/11

-Sitraemg-MG: 30/11

-Sindiquinze-SP: 30/11

-Sinjufego-GO: 30/11

-Sindjus-DF: 30/11

-Sindijufe-RO/AC: 30/11